Mulheres discutem o empoderamento no seminário que aconteceu no dia 26 de março em Igarapé Grande

Mulheres discutem o empoderamento no seminário que aconteceu no dia 26 de março em Igarapé Grande

As mulheres igarapegrandenses tiverão a oportunidade de conhecer muito bem o que é o empoderamento da Mulher, na palestra ministrada pelo doutor Fernando Resende da CEFAZ (Secretaria da Fazenda do Estado do Maranhão), no Seminário da Mulher, promovido pela Secretaria da Mulher em parceria com as secretaria de Cultura, que aconteceu nesta terça-feira (26) de março de 2019, no Salão Paroquial, das 08:00 às 16:00h, no centro, em Igarapé Grande (MA).

O seminário foi um momento de aprendizado que serviu para alertar as mulheres sobre o enfrentamento da violência doméstica que muitas mulheres ainda sofrem. Também perceberam como foi importante para elas se autovalorizar. Ainda no seminário as mulheres presentes receberam incentivos para se tornarem independentes financeiramente e motivadas para melhorar sua perspectiva de vida.

Fortalecer todas e quaisquer ações que dão para as mulheres o empoderamento e o enfrentamento contra a violência doméstica sofrida por elas foi o que objetivou o seminário. Motivo pelo qual dissecaram o tema, para ficarem sabendo, de fato, dessa realidade que muitas mulheres ainda vivem, mas que pretendem se tornar indepedentes.

Na oportunidade ainda discutiram além de “Mulheres Empoderadas”, a Saúde da Mulher, com a enfermeira e coordenadora da Atenção Básica Fabiana Meireles, Mulheres Empreendedoras tratando do empreendedorismo, com o doutor Fernando Resende e sobre a Violência contra a Mulher, com a psicóloga Artenira Silva.

Secretária da Mulher Eliane da Silva

Segundo a secretária Municipal da Mulher Eliane da Silva Oliveira, o seminário serviu para trazer informações para nós mulheres para ficar ainda mais empoderadas, onde a gente conheceu os nossos direitos e deveres, para por em prática no dia a dia. “Nós mulheres somos empoderadas sempre, nós temos é que ser mais autônomas, mas dona de si, ser mais independente financeiramente, sem perder a ternura de ser mulher e respeitar os direitos de todos,” disse.

Das políticas tratadas no seminário como o Empoderamento da Mulher – elas entenderam o motivo porque devem ficar independentes financeiramente. E foram incentivadas ainda para aprenderem a ganhar dinheiro ou até montar o seu próprio negócio. Outro detalhe superinteressante foi o enriquecimento do saber e o aumento do conhecimento das coisas que lhes diz respeito.

Palestrante doutor Fernando Resende da CEFAZ MA

Para o doutor Fernando Resende da CEFAZ (Secretaria da Fazenda do Estado do Maranhão), que falou sobre o empoderamento da mulher, no tocante ao empreendedorismo e em potencial a Agricultura Familiar, onde a família desenrola um grande papel e que devemos aprofundar no conteúdo dessa discussão que foi muito importante para as mulheres. “Nós falamos da Agricultura Familiar devido a maioria das mulheres de cidade pequenas serem lavradoras, e assumirem em certas ocasiões o sustento da família com suas forças de trabalho,” disse.

Palestrante psicóloga Artenira Silva

Para a psicóloga Artenira Silva, a violência de gênero contra a mulher é um problema crescente e endêmico pautado em explicitar o comportamento culturalmente enraizado, portanto, não é verdadeiro dizer que hoje nós temos menos machismo onde as meninas percebem que tem menos direitos que os meninos. “Nós precisamos começar a combater e coibir a violência doméstica tendo em vista que a sociedade só tem maior percepção dos casos de violência, quando há agressão física e quando há a tentativa de feminicídio, também é quando se deve combater a violência psicológica e moral que são as violências da base da pirâmide,” disse.

Articuladora do Selo UNICEF Nilma Melo

Para Nilma Melo articuladora do Selo UNICEF, que gostou muito da iniciativa da Secretaria da Mulher em realizar o seminário aqui em Igarapé Grande, porque segundo ela, serviu para esclarecer sobre os deveres e direitos da mulher e também do empoderamento que desmistificou que as mulheres podem e devem ser independentes. “É muito importante para nós mulheres entender a luta que travamos pela questão dos salários, onde os homens ganham mais exercendo a mesma função, para nós é uma luta que vale a pena, e o seminário mostrou isso,” falou Nilma Melo.

Lavradora Maria Luiza

Já a lavradora Maria Luiza Cruz (48), o seminário foi maravilhoso e serviu para tirar muitas dúvidas. “A palestra da Fabiana foi muito importante pra mim, onde eu aprendi que além do trabalho devo cuidar da minha saúde também,” disse.

Esteve presente no evento Carmem Costa (Secretária de Assistência Social), João Evangelista (Educação), Evanúzia Calixto (Cultura), Plínio Filho (Juventude), Simone Bacarias (Meio Ambiente) vereadora Etelvina Sampaio (PDT), do pastor Valderino e dos alunos C.E. Chagas Costa.

O seminário teve o apoio da Prefeitura Municipal e do prefeito Erlanio Xavier (PDT).

Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *